quarta-feira, 9 de fevereiro de 2011

Mundo cruel

Olá pessoal,
 Tudo bem com vocês?
 Espero que estejam todos ótimos! Quero inclusive dar um abraço especial nos meus queridos seguidores, beijo e obrigada por me aturarem nos bons e maus dias..hehe
 Loucura os últimos acontecimentos, não acham.
 Fico tão triste ao ver que a mesma pessoa que um dia a mídia exalta, esta mesma mídia rebaixa e trata como se fosse lixo.
 Tem milhares de casos, como ex- BBBs, grupos musicais como o Rouge, É o Tchan, menina do Cross Fox ( acho que se chama Stefhane se não me engano), nossa são muitos, se eu for falar preciso de pelo menos 1 ano.
 Ainda bem que não sou artista, muito menos famosa, é um mundo que realmente não pretendo fazer parte.
 Se bem existem alguns tipos de pessoas que merecem ser esquecido pela mídia mesmo.
 Mas existem casos e casos...
 Atualmente só se fala da ex-modelo, ex-mulher de jogador, ex-escritora de livros de auto-ajuda a Cristina Mortágua, não lembrava dela mesmo juro, mas depois que vi algumas fotos lembrei vagamente.
 Coitada, a mulher está viciada, engordou vários quilos, foi completamente esquecida, agora só foi lembrada de forma negativa após sua prisão por ter agredido o filho, a delegada e sei lá mais o que
 Está na cara que ela esta com depressão. Não é certo sairmos julgando a pessoa, sem sabermos de nada.  Claro que não estou defendendo a mulher, afinal nem a conheço, mas julgar e dizer que ela é louca  etc e tal, também ninguem tem este direito.
 Li vários comentários na internet em que colocam ela abaixo de cachorro, quando tudo que ela precisa é de ajuda psicologica, psiquiatrica ou de repente espiritual.
 Problemas são problemas, eu não convivo com ela então não sei o que ela passa.
  Mas isso não vem ao caso, a realidade é que a mídia e as pessoas tem agido de forma impiedosa e intolerante.
 Fácil sentar em frente ao computador sair apontando os erros dos outros, claro que ela esta errada, que se exaltou, exagerou, agridiu e tudo mais. Mas talvez ela até tenha motivos para isto, eu não sei, eu não estava lá.
 O que quero dizer é que não podemos acreditar 100% no que diz e mostra a mídia, pois muitas vezes eles podem distorcer e exagerar para notícia ficar mais atraente, levando em conta que o povo adora uma desgraça, não é mesmo.
 Vamos julgar menos e ter um pouco mais de compaixão pelos problemas alheios.

Um comentário:

Filipi disse...

Essa mulher é mais queimada que cabeça de fósforo, deu golpe da barriga, não trabalha, pega o dinheiro que era para o filho dela para si mesma, reclama da vida mas está irreconhecível devido ao monte de plásticas e silicones e tudo mais. Até o filho a esta processando.

Ter problema é uma coisa, ser mal carater é outra.

Não devemos julgar é verdade, mas a partir do momento que esta mulher vai até a televisão propositalmente para falar sobre o assunto, então é porque ela além de procurar atenção para se manter sob os holofotes ela esta apta a receber nosso julgamento.