quinta-feira, 7 de abril de 2011

Tragédia em Escola do Rio. Entenda melhor antes de julgar!

Olá pessoal,
Boa tarde!
 É impossível postar algo hoje que não seja sobre a tragédia que aconteceu esta manhã numa escola da cidade do Rio de janeiro.
 É lamentável o que houve, e infelizmente a sociedade está de pés e mãos atadas, não havia nada que pudesse ser feito para evitar o fato e depois de consumado também não há nada que possa ser feito para minimizar a dor.
  E o pré-julgamente é inevitável. Quando soubemos do caso, a primeira coisa que fazemos é desconjurar o assassino, atitude esta compreensiva de acordo com a grandeza do crime.
 Mas tudo na vida tem dois lados, e quando paramos para analisar, tomamos conhecimento do que pode ter acontecido.
 Longe de mim estar protejendo ou justificando o ato do assassino. Matar é algo inaceitável! Deixa marcas eternas nas famílias dos familiares, tanto das vítimas quanto na familia do assassino também.
 Mas, conclui-se que o assassino em questão estava doente.
  Hoje em dia, muitas pessoas sofrem de depressão, e se não identificada e devidamente tratada pode sim evoluir para quadros como deste jovem de 23 anos, que provavelmente num momento de surto, cometeu algo tão horrível.
 De acordo com especialistas do site http://www.psicosite.com.br/ . Os sintomas da depressão são muito variados, indo desde as sensações de tristeza, passando pelos pensamentos negativos até as alterações da sensação corporal como dores e enjôos. Contudo para se fazer o diagnóstico é necessário um grupo de sintomas centrais:


 -Perda de energia ou interesse
 -Humor deprimido
 -Dificuldade de concentração
 -Alterações do apetite e do sono
 -Lentificação das atividades físicas e mentais
 -Sentimento de pesar ou fracasso

Os sintomas corporais mais comuns são sensação de desconforto no batimento cardíaco, constipação, dores de cabeça, dificuldades digestivas. Períodos de melhoria e piora são comuns, o que cria a falsa impressão de que se está melhorando sozinho quando durante alguns dias o paciente sente-se bem. Geralmente tudo se passa gradualmente, não necessariamente com todos os sintomas simultâneos, aliás, é difícil ver todos os sintomas juntos. Até que se faça o diagnóstico praticamente todas as pessoas possuem explicações para o que está acontecendo com elas, julgando sempre ser um problema passageiro.


 *Outros sintomas que podem vir associados aos sintomas centrais são:


 -Pessimismo
 -Dificuldade de tomar decisões
 -Dificuldade para começar a fazer suas tarefas
 -Irritabilidade ou impaciência
 -Inquietação
 -Achar que não vale a pena viver; desejo de morrer
 -Chorar à-toa
 -Dificuldade para chorar
 -Sensação de que nunca vai melhorar, desesperança...
 -Dificuldade de terminar as coisas que começou
 -Sentimento de pena de si mesmo
 -Persistência de pensamentos negativos
 -Queixas freqüentes
 -Sentimentos de culpa injustificáveis
 -Boca ressecada, constipação, perda de peso e apetite, insônia, perda do desejo sexual

A identificação da depressão


Para afirmarmos que o paciente está deprimido temos que afirmar que ele sente-se triste a maior parte do dia quase todos os dias, não tem tanto prazer ou interesse pelas atividades que apreciava, não consegue ficar parado e pelo contrário movimenta-se mais lentamente que o habitual. Passa a ter sentimentos inapropriados de desesperança desprezando-se como pessoa e até mesmo se culpando pela doença ou pelo problema dos outros, sentindo-se um peso morto na família. Com isso, apesar de ser uma doença potencialmente fatal, surgem pensamentos de suicídio. Esse quadro deve durar pelo menos duas semanas para que possamos dizer que o paciente está deprimido


Tratamentos:


A situação corrente convencional para resolver a depressão, seja ela qual for, costuma ser:
1.Antidepressivos

2.Psicoterapia.

 É importante ressaltar que tudo deve ser acompanhado de um profissional, não saia por ai comprando e tomando remedios sem prescrição.
 Ter Deus no coração também é um santo remédio.
 A fé, a esperança e o amor, devem ser cultivados em nosso meio, assim a depressão não passará nem perto de você.
 Falo com propriedade, pois infelizmente tambem sou vítima deste problema terrível.
 Tenham todos uma maravilhosa tarde.
Beijinhos
Márcia Idelfonso

Nenhum comentário: